Edição 124 – Novembro 2019

Viajar a bordo da Gastronomia

Almeirim é “um concelho eminentemente agrícola e agroindustrial”, inserido em plena Lezíria do Tejo, que se converteu num destino turístico obrigatório para os apreciadores da gastronomia ribatejana.

Ver mais.

O Ribatejo em toda a sua autenticidade

Alpiarça é um concelho de vasta tradição agrícola, onde as vertentes vitivinícola e equestre assumem uma evidente importância e, naturalmente, a riqueza e singularidade gastronómica não poderia faltar.

Ver mais.

Natureza, autenticidade das tradições e gastronomia da Lezíria

Localizado na margem sul do Tejo, na grande Lezíria Ribatejana, entre Santarém e Lisboa, o município de Benavente é atravessado pelo rio Sorraia. Carlos Coutinho assume a presidência deste território desde 2013, e hoje assinala a importância da preservação do seu património natural e toda a sua identidade.

Ver mais.

No coração de Portugal, a alma do Ribatejo

Visitar a Golegã é descobrir uma vila ribatejana entre a tradição e a modernidade. Aqui encontramos os solos mais férteis da região, seculares encantos naturais e uma deslumbrante gastronomia, como nos revela o seu Presidente, José Veiga Maltez.

Ver mais.

Coruche Inspira bons sabores

Francisco Oliveira, presidente da Câmara Municipal de Coruche, fala sobre a abrangência gastrómica de uma vila ribatejana de características ímpares. Façamos bom proveito!

Ver mais.

Salvaterra de Magos

O concelho de Salvaterra de Magos que se estende da beira Tejo à charneca convida à descoberta, pela diversificada gastronomia e bom vinho, pelas tradições e pelo património histórico e cultural com destaque para a Falcoaria Real, ex- libris da arte da falcoaria em Portugal, classificada como Património Imaterial pela UNESCO.

Ver mais.

“Santarém é símbolo de boa gastronomia”

Em diálogo com Ricardo Gonçalves, presidente do Município de Santarém desde 2012, ficámos a conhecer melhor o cenário gastronómico desta cidade que, também neste capítulo, concentra um património ímpar.

Ver mais.

Novos desafios para a Serra da Estrela para construir uma infraestrutura a partir da geologia

É necessário envolver todos os que o usufruem do Geopark Estrela – os que nele habitam, trabalham, os que o visitam e os que o estudam – na construção de um projeto de desenvolvimento ambiental, geológico e social que seja exemplar.

Ver mais.

Cada vez mais uma referência nacional e ibérica

Estivemos em diálogo com Carlos Monteiro, Presidente do Município da Guarda, que manifesta o seu contentamento com os desenvolvimentos dos últimos seis anos, em que o concelho se “credibilizou aos olhos do país e do mundo”.

Ver mais.

Formar para valorizar

Contando mais de sete décadas de formação e educação, a Escola Profissional Agrícola Quinta da Lageosa (EPAQL) desempenha um papel central no desenvolvimento local e regional. Em diálogo com o seu Diretor, Agostinho Ferreira, conhecemos uma instituição dedicada ao futuro da Serra da Estrela.

Ver mais.

Geopark Terras de Cavaleiros: um território de maravilhas

O Geopark Terras de Cavaleiros encontra-se em pleno Coração do Nordeste Transmontano, sendo um território apaixonante, com aproximadamente 700 km2, que coincide com os limites geográficos do concelho de Macedo de Cavaleiros.

Ver mais.

Descobrir a Falcoaria e outras tradições

Enquanto Capital Nacional da Falcoaria, Salvaterra de Magos é uma vila riquíssima em História e tradição. Mas a bordo do município há outros legados para conhecer, da aldeia avieira de Escaroupim aos Bordados da Glória do Ribatejo.

Ver mais.

Fabrico de Chocalhos Património da Humanidade

Em 2015, o fabrico de chocalhos foi inscrito pela UNESCO como Património Cultural Imaterial, com Necessidade de Salvaguarda Urgente. A candidatura,de âmbito nacional, foi coordenada pelo antropólogo Paulo Lima, e liderada pela Turismo do Alentejo e Ribatejo, em colaboração com a Câmara Municipal de Viana do Alentejo e a Junta de Freguesia de Alcáçovas.

Ver mais.