Edição 115 – Fevereiro 2019

Pensar a reabilitação urbana

A reabilitação urbana tem crescido na freguesia de Avenidas Novas ao longo dos últimos anos, sendo visíveis inúmeros prédios em obras de reabilitação integral, parcial ou de construção nova em parcelas que ficam vazias pela demolição de construções devolutas e em ruínas.

Ver mais.

Um ano de sonho para Tomar

O concelho de Tomar tem um historial industrial rico e a sua presente aposta reside no aproveitamento desse paradigma e das novas tecnologias. Está no horizonte a criação de um cluster nessa área, entre outras iniciativas ao longo deste ano, que visam também o turismo e a cultura, como nos revelou a Presidente da Câmara Municipal, Anabela Freitas.

Ver mais.

Um pilar da vida tomarense

A Santa Casa da Misericórdia de Tomar é não só um ator fulcral no atendimento às necessidades da comunidade local, como também um elemento indissociável da identidade histórica e cultural da cidade. Uma faceta nem sempre devidamente lembrada mas relativamente à qual, neste momento, existem perspetivas de que venha a obter uma mais forte divulgação.

Ver mais.

“Para nós, a Festa dos Tabuleiros é sempre um baluarte”

A União das Freguesias de São João Baptista e Santa Maria dos Olivais, resultante da agregação efetivada em 2013, é a que corresponde à cidade de Tomar. Fomos conhecer os projetos que o seu executivo tem vindo a desenvolver, numa conversa com Augusto Barros (presidente) e José Maria Marques (tesoureiro), em que naturalmente a Festa dos Tabuleiros não ficou esquecida.

Ver mais.

Festa do Divino Espírito Santo em Carregueiros

Nem só da Festa dos Tabuleiros é feito o calendário de festividades do concelho de Tomar. No próximo domingo de Pentecostes (9 de junho), como aliás acontece anualmente, será realizado este evento que conta com os seus próprios tabuleiros.

Ver mais.

“Nesta região do concelho, vivemos a Festa dos Tabuleiros com uma grande intensidade”

Américo Pereira é Presidente da União das Freguesias de Serra e Junceira e esteve à conversa connosco acerca do território que dirige e da mobilização das suas gentes para esta grande ocasião.

Ver mais.

Um novo paradigma em Tomar

O ecossistema de inovação e tecnologia que tem vindo a surgir na cidade ao longo dos últimos anos, associado às Tecnologia de Informação, constitui uma área de elevado interesse para o Instituto Politécnico de Tomar.

Ver mais.

Aprender fazendo

Ao longo de 25 anos, a Escola Profissional de Tomar tem vindo a assumir um papel de referência na formação de muitas centenas de jovens, dentro de um alcance que não é meramente local mas sim regional e, pontualmente, até mais do que isso. Fomos ao encontro do seu diretor, Horácio Silva.

Ver mais.

Formação integral, em busca da excelência

Abrangendo o percurso completo de ensino desde o pré-escolar ao 12o ano, oAgrupamento de Escolas Templários, em Tomar, resultou da junção da Escola Secundária Jácome Ratton e dos antigos Agrupamentos Gualdim Pais e Santa Iria, em 2012. Fomos ao encontro do diretor, Paulo Macedo, que apresentou a dinâmica deste «Mega Agrupamento».

Ver mais.

Qualidade no ensino, sucesso na Vida

O Agrupamento de Escolas Nuno Santa Maria (AENSM), nasceu em julho de 2012, com a junção da Escola Secundária Santa Maria do Olival e o Agrupamento D. Nuno Álvares Pereira. Estabeleceu-se, pois, o percurso completo desde o pré-escolar até ao 12o ano, reunindo atualmente um universo de cerca de 2100

Ver mais.

EPDRA: uma escola fortemente ligada ao mundo do trabalho

Há quase três décadas que a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes (EPDRA) é uma instituição de destaque na formação de jovens, assim como um parceiro do desenvolvimento regional. Fomos ao seu encontro e estivemos em diálogo com o respetivo diretor, João Quinas.

Ver mais.

Uma escola dinâmica e empreendedora

Situada na propriedade da célebre Coudelaria de Alter, a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Alter do Chão assume-se, desde 1990, como uma trave mestra da formação de jovens na área equestre e agrária. Fomos ao encontro da diretora, Maria Conceição Matos, que fez o balanço do último ano e revelou as novas metas deste estabelecimento de ensino.

Ver mais.

Uma escola cada vez mais inclusiva

Detentora de uma rica tradição pedagógica, desde 1935 que a Queen Elizabeth’s School constitui um dos maiores expoentes do ensino bilingue em Portugal. Tal como preconizado pela sua fundadora, Denise Lester, a instituição mantém-se fiel à sua matriz, ao mesmo tempo que tem sabido harmonizar o seu legado com o acompanhamento dos desafios contemporâneos.

Ver mais.